• Banda sonora, ao vivo
    Arte,  Filme

    Banda sonora, ao vivo

    Prólogo

    Fade in

    • Exterior, mundo mudo
      Um vagabundo mítico, feito de genica, nasce em comédia no ano 14 do último século começado por mil.

    Dissolve in Legenda, 99 anos depois

    • Interior, sala de projecções
      Reputado cineclube, de Joane, encomenda som para filme. É convidada banda. Câmara aproxima-se, outras formas aparecem.

    Dissolve out, Dissolve in

    • Exterior, uma casa, das artes de Famalicão
      Atravessamos jardim geométrico, cheio de ervas, crianças lutam. Câmara desloca-se, no ecrã as palavras: A 30 de Novembro, 22 horas. Ouvimos música arrebatadora, título aparece: sair.es em O Garoto de Chaplin.

    Fade in

    • Interior de grande auditório
      Enorme, está escuro, silhueta é projectada em ecrã. Baixos reflectidos por oposição à luz.

    Narrador

    Primeira longa de Chaplin, turbulência emocional. Do apressado casamento com a jovem Mildred resulta nado, morto em 3 dias. De perda resulta filme. Respeitando pudor, sair.es constrói narrativa musical, paralela. Deixa que viva personagem querida, transformando-se. Afinal, cinema é arte obscena, e amor.

    Nunca, desde que o mundo é mundo, um mito recebera adesão tão universal, escreveu Bazin. Segredo desvendado: o vagabundo, de fraque ridículo, bigodinho bengala e chapéu, será pai de criança abandonada. A banda, metamorfose ao avesso.

    Fade out