• Concerto

    En vivo @ Belião Bar

    Concerto sábado 27, este. Regressamos a bolos e biscoitos da Barca, levamos decorações como árvores e cantigas de natal, tocaremos presentes. Tradições, Jardim dos Poetas, 27 da noite.

    Vindos de onde vem o fim do mundo, aproveitemos futuros. Intimista Belião tom tranquilidade. Menu de fusão, combinando texturas e paladares, harmonia que não é alheia. Em volta de petiscos, copos, inspiração. E festas, claro. E encontros, montanhas de boas gentes. Tanta actividade pede dieta das alturas, calórica e nutritiva. Vamos pelo povo, alimentar-nos de espíritos, saciar corpos. Sair.es

  • Peça em prateleiras
    Concerto,  Tour

    Peça em prateleiras

    Fnacs receberam mundial de apresentação do disco. Sua digressão, promoção a Separador Santinho e Osso cd grátis de acompanhamento.

    Concertos em Paulo maior, alinhamento para viagens ao sabor da terra. A fóruns foram Bergmans, escaparates e banda. Juntos evocamos tons quentes, como boleros. Nós, deixamos sol sal, bestas boas, impossíveis.

    en vivo @ Fórum Fnac

    Banda regressa a Portugal para mais duas. É vez de Norteshopping 22 e Marshopping 23, ambos por vinte e duas. Bom sistema som, espaço para dança e senta. Vale a pena e venha, dê abraços leve brindes.

    Sincronia obtida

    Dada data, regulemos. A 23, no berço capital, relógio marcará hora legal em Blackbox. Ligados por files a Alex Fx, primeiro musico, segundo produtor, e vice-versa, ajustaremos posicionamento longitudinal em alto mar. Ancorados rumam a Recoil de Wilder. Hora acertada, também lá estaremos.

  • Banda radiante
    Concerto,  Espanha

    Banda radiante

    Miudiño Bar, Ourense. Casa composta, recepção à galega, público sedento de boas. Na mala, primeiro concerto Astrolábia a Tour, disponível para espectadores de ambos hemisférios.

    Modo tour

    Inclui sucessos mas não apresenta disco. Para entrada, A Marosca, tensão suspensa. Dôr no Telhado cresceu até Eu Zangão. Depois, primeira boa noite caracol lançou dupla pegada. Doce O Lebre e a Caracol, frenética Palma de Opúntia, dedicada a yala. Caos instalado, esclarecida intensidade e entrega.

    Chuva luminosa

    Show continuou com Mamilo Aureolar, modelo da depressão e Gavião Russo, a melhor fábula de espionagem romântica jamais feita. Preparada em fuga, A Zebra é a nova Orca antecedeu viragem. Destino: Canal Carnal, versão varão, cresce imenso ao vivo.

    Glândula fica serena gerou grande entusiasmo. A emblemática canção de intervenção, uma vez em disco, trará sing alongs. Homem Arara Vermelha exibiu seu grito típico, de pena humana, seguindo-se Jorge, O Solitário, protegido pela lei. Já Bicho do Betão chegou, não se sabendo como foi lá parar.

    Quando Morro de Comanché entrou, avisadas despedidas. Conto de culto deu, por fim, lugar a Hipersónia, fase oral, canção de ambos lobos molhados, onde palavras como correr e fugir sugerem treino de perigos. Perdidos três, Carlos, em pose de comentário, confessou: «ondeamos em uníssono abdomens».

    Astrolábia desflorada, sábio regresso. Conversas sobre leña cortada y picada, desbroces de fincas, esterco de cabalo sin semilla, sua possibilidade de transporte, e, em jeito de balanço, brindes à equipe técnica barra entourage.

  • Concerto,  Musica

    Banda regressa

    Garante a própria.

    A informação foi divulgada por Pacheco, em fórum de fãs, “não estamos mortos, é nisso que pretendemos concentrar-nos a seguir”, escreveu o galardoado.

    Recorde-se que o colectivo não havia anunciado o fim, tendo dado espectáculos sem despedidas e posto à venda, pouco tempo depois, vários instrumentos.

    O grupo, envolto em rumores de disse que disse, confirmou reunião, revelando que irá novamente para cima de palcos.

    Siga acompanhando retornos.

  • Belião bar amigo
    Concerto,  Musica

    Belião bar amigo

    Depois de Ourense primeiro, A Tour regressa a Portugal.

    Sábado 14, 2.ª roda. Na Barca, Belião bar amigo, menu fusão, em volta de petiscos, copos e inspiração. Feliz final e um próspero fim do mundo.

    Espírito de Natais Passados
    De volta no tempo. Faz ano, lamentamos anunciar concerto cancelado. Desta deixamos cólicas, levamos boas festas para montanhas de boas gentes. E um gigante risonho, de coroa em azevinho e tocha na mão.

    De presente
    Aproveitemos futuros. Vem ver de perto actuações nunca vistas. Consulta A Astrolábia, aceita ajuda de dons, garantidos. Muda sua vida com sigilo e eficácia, resultados imediatos. Se chegaste até aqui é porque te falta alguma coisa. Deslocações a domicílios.