• Filme

    Musicamos fibras

    Para televisão fizemos canções e genéricos. Himalaias, série documental, programa Radar de Negócios, ambos RTP, entre outros. Agora, o Extraordinário Mundo das Fibras.

    Sete documentários em TV com banda sonora a ponto. Inovadoras sonoridades musicam histórias e segredos de filamentos delgados que, dispostos em feixes, constituem certas substâncias animais, vegetais ou minerais. A trilha, de elevada massa molecular, resultou de polimerização.

    “Temos grande apreço e admiração por universo de fibra, entusiasmo pela composição de banda sonora do seu extraordinário mundo», disse Pacheco, acrescentando «quisemos dar continuidade a esse legado natural, artifical ou sintético, captar seus mistérios, reforçar profundidades e emoções da jornada que Farol de Ideias e Universidade do Minho empreenderam.

    Resultado de projecto Fibrenamics, série documental «dará enfoque aos últimos desenvolvimentos na área dos materiais à base de fibras e suas aplicações avançadas nas áreas da medicina, construção civil, arquitetura, proteção pessoal, transportes e desporto.»

  • De Santinhos a Bestas
    Arte

    De Santinhos a Bestas

    Impelidos por Bestas Boas e Impossíveis, colecção de criaturas impressos, avançamos outros negócios, deixando sair minitomos, cadernos e postais. Peças de cartão castanhos, cantos redondos, moldura, traço simples e fino.

    Os cadernos, minitomos de capa, trazem páginas dentro, para escritas, desenhados ou guardar. Já postal tem duas faces e uso correio. Bons recuerdos e mais íntimos. Dispostos em duas fases de edição, partilham bancas com companheiro Separador Santinho, também à venda.

    Conheça os produtos sair es, temos amostras na mala.

  • Peça em prateleiras
    Concerto,  Tour

    Peça em prateleiras

    Fnacs receberam mundial de apresentação do disco. Sua digressão, promoção a Separador Santinho e Osso cd grátis de acompanhamento.

    Concertos em Paulo maior, alinhamento para viagens ao sabor da terra. A fóruns foram Bergmans, escaparates e banda. Juntos evocamos tons quentes, como boleros. Nós, deixamos sol sal, bestas boas, impossíveis.

    en vivo @ Fórum Fnac

    Banda regressa a Portugal para mais duas. É vez de Norteshopping 22 e Marshopping 23, ambos por vinte e duas. Bom sistema som, espaço para dança e senta. Vale a pena e venha, dê abraços leve brindes.

    Sincronia obtida

    Dada data, regulemos. A 23, no berço capital, relógio marcará hora legal em Blackbox. Ligados por files a Alex Fx, primeiro musico, segundo produtor, e vice-versa, ajustaremos posicionamento longitudinal em alto mar. Ancorados rumam a Recoil de Wilder. Hora acertada, também lá estaremos.

  • Banda radiante
    Concerto,  Espanha

    Banda radiante

    Miudiño Bar, Ourense. Casa composta, recepção à galega, público sedento de boas. Na mala, primeiro concerto Astrolábia a Tour, disponível para espectadores de ambos hemisférios.

    Modo tour

    Inclui sucessos mas não apresenta disco. Para entrada, A Marosca, tensão suspensa. Dôr no Telhado cresceu até Eu Zangão. Depois, primeira boa noite caracol lançou dupla pegada. Doce O Lebre e a Caracol, frenética Palma de Opúntia, dedicada a yala. Caos instalado, esclarecida intensidade e entrega.

    Chuva luminosa

    Show continuou com Mamilo Aureolar, modelo da depressão e Gavião Russo, a melhor fábula de espionagem romântica jamais feita. Preparada em fuga, A Zebra é a nova Orca antecedeu viragem. Destino: Canal Carnal, versão varão, cresce imenso ao vivo.

    Glândula fica serena gerou grande entusiasmo. A emblemática canção de intervenção, uma vez em disco, trará sing alongs. Homem Arara Vermelha exibiu seu grito típico, de pena humana, seguindo-se Jorge, O Solitário, protegido pela lei. Já Bicho do Betão chegou, não se sabendo como foi lá parar.

    Quando Morro de Comanché entrou, avisadas despedidas. Conto de culto deu, por fim, lugar a Hipersónia, fase oral, canção de ambos lobos molhados, onde palavras como correr e fugir sugerem treino de perigos. Perdidos três, Carlos, em pose de comentário, confessou: «ondeamos em uníssono abdomens».

    Astrolábia desflorada, sábio regresso. Conversas sobre leña cortada y picada, desbroces de fincas, esterco de cabalo sin semilla, sua possibilidade de transporte, e, em jeito de balanço, brindes à equipe técnica barra entourage.

  • Belião bar amigo
    Concerto,  Musica

    Belião bar amigo

    Depois de Ourense primeiro, A Tour regressa a Portugal.

    Sábado 14, 2.ª roda. Na Barca, Belião bar amigo, menu fusão, em volta de petiscos, copos e inspiração. Feliz final e um próspero fim do mundo.

    Espírito de Natais Passados
    De volta no tempo. Faz ano, lamentamos anunciar concerto cancelado. Desta deixamos cólicas, levamos boas festas para montanhas de boas gentes. E um gigante risonho, de coroa em azevinho e tocha na mão.

    De presente
    Aproveitemos futuros. Vem ver de perto actuações nunca vistas. Consulta A Astrolábia, aceita ajuda de dons, garantidos. Muda sua vida com sigilo e eficácia, resultados imediatos. Se chegaste até aqui é porque te falta alguma coisa. Deslocações a domicílios.

  • Old Rock
    Astrolábia,  Rock

    Old Rock

    Arvorem estandartes, banda sonora a caminho de casas.

    Astrolábia a tour passará seu primeiro Natal na capital. Um concerto para ler como quem ouve disco. Na quadra festiva, Old Rock recebe missa de galos.

    Ao longo de 21, deste natal, banda aproveitará para desfrutar companhias e comeres, tradicional. Por volta das 23, reunião para rezas, brindes ouvir discursos. Convidados convidados a completar, decoração.

    Final do dia, ainda antes, já de noite, troca de presentes, para que crianças possam dormir e adultos gozem serão. Dress code mais ou menos vestidos. No final, tanto rainha como familiares costumam ser acarinhados pela multidão.

  • Lançamento

    A nova primeira

    Ano promete continuar

    Depois de grande movimentação na indústria música, resultado das animadas novidades de Kylie a Shakira e Adele, Ano traz nova música de sair.es. Produtor, em trabalhos com banda e suas músicas para um próximo álbum, revelou que saiu Puya, com produção assinada pelos próprios.

    Gravada en directo para Lecker Kerker Live Sessions – sessões ao vivo como antigamente, veste versos como «era antiga» e «puya puya puya puya», um regresso a passado de cassetes e gravações em 4 pistas.

    Invocando família Bromeliácea, espécie enterrada 3200 a 4800 metros acima do nível do mar, em locais ensolarados irrigados, um vídeo deverá ser lançado em breve.

    Lançamento

    Exclusivo Planeta Pop da Radar pelas mãos de Paulo Garcia, o mesmo autor do reputado blogue atento com o mesmo nome. Novidades do universo, da música, sítio de recordações e futuros, entre passados presente.

    Puya, a nova primeira, foi estreada em Galiza na vigente tour – Astrolábia a tour, que inclui sucessos mas não apresenta disco. Descarregue aqui, gratuitamente.

  • 40 de Abril Sempre
    Arte

    40 de Abril Sempre

    Venha dizer adeus à liberdade

    Tomada do edifício. Efeito surpresa, vantagem inicial. Há vários tipos de estado a que chegamos. Arte, sem panfleto, também política, não existe sem outro.

    Abril 25, 40 de revolução. O povo é quem mais ordena em belo horizonte. Penafiel junta, movimento de comemorações em acção concertada. Convívio e cultura, música, teatro, instalações, rua.

    No resto do país, Dinis de Almeida sairá da Figueira, deverá trazer cerca de mil homens e uma bateria de bocas de fogo, mas só chega à tarde. De Estremoz virá esquadrão, é possível que chegue a tempo. No norte mais apoio, companhias para reforçar. E ainda há mais uns pós.

    Data é de charneira. A revolta comemora, quatro décadas, encha-se de cravos. Dados lançados, situação irreversível. Decidimos participar com Astrolábia a Tour, ao vivo como antigamente. E poder cantar canções em cantos livres, naqueles palcos, todos à molhada.

    Falcão maior, aqui falcão dois, ocupe a sua posição. Falcão dois, entendido. Falcão maior, terminado.

  • Festa

    FunPark

    Sexta 13 do Junho Gregoriano, levaremos Astrolábia a tour para FunPark Paredes. Esperam-se encantamentos benzeduras, rezas. Traga seu Passe Espírita.

    No cartaz, para além destes vossos bons bravos servos, Buraka Som Sistema, Best Youth, Linda Martini, Jimmy P, Dealema, The Happy Mess, Expensive Soul, D8 e The Legendary Tigerman.

    Até o 13 de Julho, para além da selecção de bandas e dj’s, Parque da Cidade de Paredes será palco de outros jogos tradicionais, danças, teatros, stand-up comedy, ginásios, concentrações de clássicas, todo-o-terreno e uma super especial de rally a sério. As enormes festas têm apoio da Câmara Municipal e seu projeto Art on Chairs.

    Gentes, em pés: todos têm entradas e livres.

  • Astrolábia,  Festa

    Bailarico n’Aldeia

    Forasteiros vão chegando a atípica preservada pouco pacata aldeia portuguesa. Um bicho mordomo interessa-se por preparativos. Uma «estirpe dedicada» decide santificar O Jebo. Confusão instala-se.

    Comissão de festas decide avançar. A 14 do Junho, Grandiosas serão em Honra de S. Jebo. Esse dia, segundo fonte ancestral de sabedoria local, começará a meio da tarde em Quintandona Lagares Penafiel.

    Há festa na aldeia

    Lendas pessoas, objectos gestos. Formas ganham espaço, são sua definição. E Bailarico será apoteose: comes, Spy on Mars, The Crawlers, bebes, Moe’s Implosion, SVT Tim e os Putos, campismo grátis, Oroboro, O Bisonte, chuveiros, e claro nós.

    Sentido Astrolábia

    O ser e a máquina, objecto espaço, fundamentos do nosso burlesco. Citadinos de campo e praias, paredes meias com outras paragens fundamentais de tours.

    Seres humanos, movimentem-se, acompanhem passos ditados, apareçam para rituais.